Jogadora que luta contra tumor ergue taça após título do Atlético de Madri

O Atletico de Madri venceu na tarde de hoje o Levante pelo placar de 3 a 0 e se consagrou campeão da Supercopa Feminina da Espanha. O momento da comemoração do título foi marcado por uma cena emocionante: a jogadora Virginia Torrecilla, que se afastou dos campos após realizar uma cirurgia para retirar um tumor do cérebro, foi uma das responsáveis por levantar a taça.

Na tribuna, Virginia acompanhava a capitã do Atletico, Amanda Sampedro, na hora de receber a taça. Sampedro, então, pediu que Virgínia levantasse o troféu junto com ela e, em seguida, deixou que a colega comemorasse com o objeto.

A espanhola Virginia Torrecilla, de 26 anos, já teve passagem pelo Barcelona e atuou na Copa do Mundo Feminina de 2019 pela seleção da Espanha. Em maio do ano passado, a jogadora compartilhou em suas redes que tinha passado por uma cirurgia para retirar um tumor do cérebro. Desde então, a atleta está em processo de recuperação.

O jogo foi marcado por uma boa performance de Ludmilla, que atua pelo Atletico. A brasileira, que é um dos destaques da equipe colchonera, deu duas assistências para gols da camaronesa Ajara Njoya. Deyna Castellanos fez o outro gol. Foi o primeiro título do Atlético de Madri na Supercopa Feminina da Espanha.

Fonte: UOL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *