Leandro de Silva de 22 anos se apresenta e assume ser o autor dos disparos que matou Ingrid

No final da manhã desta quinta-feira (09), Leandro da silva de 22 anos morador do Distrito de Vidigal se apresentou acompanhado de um advogado, como sendo o autor dos disparos que tirou a vida de Ingrid Santos Nascimento de 20 anos no último sábado 4 de setembro.

Curta nossa página no FACEBOOK e saiba de todas notícias de Rondon e Região

Em seu depoimento, o jovem alegou que a confusão deu início a partir de um esbarrão q sua namorada sofreu da vítima, a qual estava acompanhada se sua ex-namorada. Após o esbarrão, iniciaram-se algumas provocações que culminaram em agressões físicas praticadas pela vítima contra sua namorada e contra ele próprio.

Após os populares apartarem a briga, os envolvidos deixaram o local e retornaram cerca de meia hora depois, ocasião em que Ingrid teria ido novamente em sua direção para lhe agredir e violentar também sua namorada.

Neste momento, de acordo com seu depoimento, a Ingrid teria desferido um soco em seu olho, quando, então, Leandro sacou a arma de fogo que trazia em sua cintura, sendo um revólver calibre 32, e efetuou cinco ou seis disparos contra a vítima.

Após os tiros, Leandro correu em direção a pista de caminhada, pulando o alambrado e se escondeu no matagal do cinturão verde, onde acabou perdendo a arma de fogo. Ele disse ainda que permaneceu no local até o final da madrugada, quando saiu e fugiu.

De acordo com o delegado adjunto Dr. Carlos Gabriel Stecca o jovem após ser interrogado, foi liberado, já que ainda não havia um mandado de prisão expedido em seu desfavor e também não mais estava em situação de flagrante delito.

Em entrevista ao repórter Valdeir Batista, Dr. Stecca disse que de acordo com informações não oficiais a jovem teria sido alvejada por três disparos que atingiram a mão esquerda e atravessou acetando também o braço esquerdo, outro tiro na região do abdômen e um terceiro tiro teria acertado as costas de Ingrid perfurando o coração causando a morte instantânea da jovem.

Fonte: Polícia Civil de Cianorte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *